Acessibilidade:

Notícias

13 . 09 . 2017

Desfile Farroupilha: animais precisam estar imunes contra Mormo e Anemia

 

O médico veterinário, Daniel Quadros, acompanhado de uma equipe de profissionais ficará encarregado de fazer a fiscalização dos animais que participaram do desfile Farroupilha em 20 de Setembro e também em outros eventos como o dia 14 (quinta-feira) no acendimento da Chama Crioula que acontece no Cemitério da Glória, às 16h. Segundo o veterinário, onde houver concentração de cavalos haverá fiscalização. Os proprietários dos animais deverão apresentar o atestado negativo para a doença do Mormo e Anemia Infecciosa Equina. “Quando acontece um evento que haverá aglomeração de animais tanto rodeio, cavalgada, quanto desfile, é obrigatório que todos os animais que participam tenham atestado negativo para as doenças mencionadas. Caso contrário não poderão participar”, afirma Daniel.

 

Saiba mais:

Mormo

O Mormo ou lamparão, é uma doença infecto-contagiosa dos equídeos, causada pelo Burkholderia mallei, que pode ser transmitida ao homem e também a outros animais. Manifesta-se por um corrimento viscoso nas narinas e a presença de nódulos subcutâneos, nas mucosas nasais, nos pulmões, gânglios linfáticos, pneumonia, etc. Os animais contraem o mormo pelo contato com material infectante do doente: pús; secreção nasal; urina ou fezes.

 

Contaminação: Acontece pelo contato com material infectante (pus, secreção nasal, urina ou fezes). O agente penetra por via digestiva, respiratória, genital ou cutânea (por lesão). O germe cai na circulação sanguínea e depois alcança os órgãos, principalmente pulmões e fígado.

 

Anemia Infecciosa Equina

A anemia infecciosa equina (AIE) é uma afecção cosmopolita dos equídeos, causada por um RNA vírus do gênero Lentivirus, da família Retrovírus. O vírus, uma vez instalado no organismo do animal, nele permanece por toda a vida mesmo quando não manifestar sintomas. É uma doença essencialmente crônica, embora possa se apresentar em fases hiperaguda, aguda e subaguda.

 

Contaminação: A transmissão ocorre através de picada de mutucas e das moscas dos estábulos; materiais contaminados com sangue infectado como agulhas, instrumentos cirúrgicos, groza dentária, sonda esofágica, aparadores de cascos, arreios, esporas e outros materiais, além da placenta, colostro e acasalamento.

 

 

 

 

 

Autor: Assessoria de Comunicação