Acessibilidade:

Notícias - Sec. Saúde

12 . 05 . 2017

Conferência Municipal de Saúde discute demandas para formulação de relatório sobre o setor

 

     A VII Conferência Municipal de Saúde aconteceu na quinta-feira (11) no Campus da Ulbra Carazinho. Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde e pelo Conselho Municipal de Saúde as Conferências Municipais são realizadas a cada quatro anos e tem como objetivo avaliar a situação da saúde e construir propostas para políticas publicas do setor bem como elaborar diretrizes e metas para o Plano de Saúde do município.

 

   Antes da realização do encontro, foram promovidas Pré - Conferências, com debates preparatórios em diferentes bairros de Carazinho. Estas discussões são importantes para ouvir as demandas que servirão para a melhoria e qualificação dos serviços de saúde prestados à população.

 

  Na abertura do evento a secretária de Saúde, Anelise Almeida destacou a importância da Conferência Municipal de Saúde para a elaboração do Plano Municipal para os próximos quatro anos. Ressaltou também as Pré- Conferências de Saúde onde nos quatro encontros realizados foram ouvidas as demandas da população. “É importante escutarmos os anseios da comunidade como é importante também, a população ouvir os profissionais de saúde. Precisamos ‘Pensar Saúde’ com planejamento”, disse Anelise.

   

    O prefeito Milton Schmitz falou da satisfação em estar participando de um evento tão importante e que está sendo realizado pela atual administração já que a anterior não realizou a Conferência. “Estamos nos dedicando para fazer mais pela saúde no município. A secretária e sua equipe está fazendo um trabalho diferenciado que irá trazer importantes resultados no que se refere ao atendimento  as demandas da comunidade”.

     Estiveram presente também na abertura da Conferência, o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Irineu Graebin, a médica Sandra Weissheimer, representando a Associação Médica de Carazinho, o vice prefeito Fernando Sant’Anna de Moraes e o presidente da Câmara de Vereadores de Carazinho, Estevão De Loreno, além de um grande público.

   Em um segundo momento, a medica Silvia Regina Lampert, palestrou sobre o Sistema Único de Saúde – SUS.  Destacando uma Saúde Pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direto do povo brasileiro. 

    Entre várias abordagens, Silvia ressaltou que o SUS, apesar de sua curta existência de 27 anos, é um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo, sendo um exemplo de inclusão e transformação. Amparado por um conceito ampliado de saúde, o SUS nasceu da reforma sanitária e dos movimentos populares, sendo criado em 1988, pela Constituição Federal Brasileira, para o sistema de saúde dos mais de 180 milhões de brasileiros.   

 

Salas Temáticas

 

FINANCIAMENTO E GASTOS ORÇAMENTÁRIOS

 

  No período da tarde aconteceram duas Salas Temáticas. Uma delas foi sobre Financiamento, ocasião onde foi feita uma apresentação resumida sobre a composição do TETO MAC – Teto de Média e Alta Complexidade do município pelo servidor Gilson Zerwes de Moura, com apoio das mediadoras Anelise Almeida e Ana Elisa Pádua. Houve uma grande participação do público presente, sendo possível o esclarecimento de diversas dúvidas pertinentes.  Após amplo debate dos assuntos sobre financiamento e gastos orçamentários da Saúde Municipal, passou-se para a discussão dos temas levantados nas Pré- Conferências.

 

SAÚDE DA MULHER

 

    Na Sala temática sobre Saúde da Mulher foram debatidos dois eixos temáticos. Um sobre Políticas Públicas para as Mulheres e Participação Social e outro sobre Vulnerabilidade e Equidade na Vida e na Saúde das Mulheres. No primeiro Eixo a psicóloga Valeska Walber abordou a criação de grupos de reflexão nas Unidades de Saúde, com temáticas diversificadas como: questões recorrentes de saúde; adolescência; depressão e ansiedade; dentre outros, visando acolher a todas conforme suas necessidades. A população participante correspondeu de forma positiva demonstrando grande interesse e apontando como demanda esta formação de Grupos de Ajuda Mútua e Grupos de promoção à Saúde para constar no relatório.

   No Eixo sobre Vulnerabilidade os professores da Ulbra Luís Marcelo Mendes do curso de Direito e Susana Ferrari Loureiro do curso de Enfermagem trataram sobre o fortalecimento do acolhimento, nos serviços de saúde, das vítimas dos diferentes tipos de violência. Surgiu como sugestão para constar no relatório, a criação de um Centro de Referência para mulheres com vários profissionais capacitados para atender esta demanda. Outra demanda apontada, foi a inserção da mulher no mercado de trabalho através da oferta pelo munícipio de cursos profissionalizantes. 

Autor: Assessoria de Comunicação