Notícias - Sec. Geral do Governo

13 . 05 . 2015

COLETIVA DE IMPRENSA NA ELETROCAR

 

Na tarde de terça-feira dia 12 de maio, no auditório da Eletrocar (Centrais Eletricas de Carazinho S/A), conforme solicitado pelo Presidente da Empresa e do Conselho de Administração, Erineu Xavier, aconteceu uma entrevista coletiva concedida pelo mesmo com a participação de diretores e do Prefeito Renato Süss, referente a renovação da concessão da Eletrocar. A concessão vigente encerra no dia 07 de julho, e de acordo com o Presidente, uma audiência foi realizada no Ministério de Minas e Energia no dia 07 de maio, reunindo 14 empresas do setor de energia que vivem situação semelhante , onde ficaram sabendo sobre maiores detalhes das futuras concessões. Um decreto oficial do referido Ministério, deverá ser publicado até o próximo dia 15, estabelecendo os critérios com as novas exigências às concessionárias de energia elétrica, que poderão explorar o serviço por um prazo de 30 anos. Porém se dentro de um período de 05 anos a partir da assinatura do contrato, não cumprindo com as metas e padrões estabelecidos pelo Ministério de Minas e Energia, perderá a concessão aquela empresa que não atingir os índices estabelecidos por este órgão federal, dentre os quais estão a qualidade na prestação de serviço e equilíbrio econômico financeiro da concessionária, mais precisamente seu índice de liquidez. Outra informação prestada, refere-se a uma audiência pública eletrônica que acontecerá entre os dias 18 e 20 deste mês, oportunidade na qual poderão ser oferecidas sugestões de forma on-line pelas concessionárias a respeito do assunto. Erineu, explicou que a intenção da Eletrocar é estar com a renovação definida da concessão, até o final de junho, e que nem pensa em situação em contrário.” A não renovação da concessão nem me passa pela cabeça” declarou Xavier. Após concretizada a renovação, um projeto de Lei Municipal já sinalizado pela sua viabilidade pela DPM, deverá ser enviado ao Poder Legislativo. Tal projeto irá propor que pelo prazo de cinco anos, os lucros da empresa sejam reinvestidos na concessionária pelo seu acionista majoritário, no caso a Prefeitura Municipal, onde a justificativa principal do mesmo, será o endividamento da empresa, e desta forma que os dividendos a serem distribuídos sejam revertidos em aumento de capital” argumentou Xavier. O Prefeito Renato Süss, após ouvir o Presidente Erineu relatar sobre a situação da empresa, assim declarou.” Temos que encontrar uma forma de limitar a ingerência do Prefeito dentro desta Empresa”referindo-se a garantir mais autonomia a direção da Eletrocar.

Autor: Imprensa