Biblioteca Pública

Patrono Dr. Guilherme Schultz Filho, patrono da Biblioteca Pública.

 

Nasceu na Vila de Santa Terezinha, distrito de São Bento ,no município de Carazinho, no dia 02 de abril de 1911.


Filho de Guilherme Schultz e de Ponciana Fiúza Schultz. Casou-se com a senhora Maria Borges de Almeida Peres Schultz.


Bacharel pela Faculdade de Direito de Pelotas no ano de 1936. Advogou em Porto Alegre. Foi diretor do serviço Estadual de Turismo em Porto Alegre no ano de 1963 a 1967.


Foi membro do Conselho Estadual de Cultura em Porto Alegre no ano de 1969. Foi poeta, orador, historiador, conferencista e jornalista. Usou os pseudônimos de Mariano, Xirú, e mais tarde Chiquinho da Vovó.


Foi membro da Academia Sul Riograndense de Letras, do Instituto dos Advogados do Rio Grande do Sul, da Estância da Poesia Crioula, da Casa do Poeta em 1970, vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, |Secção Rio Grande do Sul no ano de 1976, presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho de 1971 a 1973 e Diretor do Diário Popular de Pelotas.


O Dr. Guilherme Schultz Filho foi escolhido para fazer um brilhante discurso saudando Getúlio Vargas, o General José Antonio Flores da Cunha, o Sr. João Neves da Fontoura, ao Sr. Osvaldo Aranha e demais membros da Revolução de 1930.


Dr. Schultz deixou expresso em seus pronunciamentos de improviso grande parte do que pensava, impressos em obras as quais constituem sua bibliografia:

  • Rodeio das águas;
  • Galponeiras;
  • Símbolos Crioulos;
  • Gesta de um Clarim.